Especial São João

Sítio São João tem esgoto aberto e animais doentes

Os problemas foram vistos na casa rústica do local

por Wênia Bandeira | dom, 01/07/2012 - 20:06
Compartilhar:

Embed
Views:1877

Um dos pontos mais procurados por turistas e campinenses, o Sítio São João é repleto de lugares característicos de um sitio do interior de outras épocas. Entre os pontos de visitação esta a casa rústica típica, com vários detalhes, mas com problemas que podem causar doenças.

No pequeno quintal da casa estão à exposição animais conhecidos do povo sertanejo, a exemplo do bode, bicho preferido do turista que aproveita para tirar fotos e tocá-los. Porém, a forma mansa dos animais reagirem é de se estranahar, e o motivo está bem ao lado.

As fotos mostram um cano de esgoto que jorra sem parar, exalando o mau cheiro e evidenciando o problema. No entanto, para o Coordenador do Sítio, João Dantas, esta questão não representa perigo a saúde dos visitantes e tem inclusive outras serventias.

“É uma água que eu utilizo pra ajudar no processo de aguação das plantas. É água de pia e nós vivemos numa região onde a água é muito cara, nós temos uma campanha 'Água, se não utilizar vai faltar'”, afirmou Dantas.

Além da água suja encontrada no lugar, os animais são visivelmente doentes. O cavalo exposto, por exemplo, percebe-se rapidamente as sarnas em sua pele. Antes que pudéssemos perguntar a respeito para o coordenador, ele encerrou a entrevista e disse que já havia falado o suficiente.

Confira a entrevista com o coordenador do espaço

Embed
Views:1882

No local, os turistas brincam e não percebem o problema. Quando a nossa reportagem os alertou, os visitantes acharam melhor não emitir opinião.

Contudo, interessante para visitar

A casa do Sítio São João tem objetos que eram sempre encontrados em sítios. A lamparina, a vela acesa ao lada da imagem da Santa, o fole de quatro baixos, os pinicos ao lado das camas e, principalmente a comida posta a mesa com as donas da casa sentadas, representam o jeito simples do povo sertanejo.

“Uma mesa farta, né? Uma broazinha, o milho, o queijo de qualho, a canjica, a pamonha, sempre tem que ter, é a tradição, né?”, disse Vanda Silva que representa a dona de casa. Vanda e sua filha Isabel ficam na mesma posição, conversando entre si, o dia inteiro.

Compartilhar:
Tags:

Colabore

Para enviar sua colaboração é necessário ser um usuário cadastrado.

Twitter





Todos os direitos reservados - www.leiaja.com